Notícias

Base Nacional de Dados da Assistência Farmacêutica vai reduzir desperdício com medicamentos nos Municípios

27/10/2017

O Ministério da Saúde criou um novo sistema que vai integrar as informações de distribuição, estoques e acessos a medicamentos do Sistema Único de Sapude (SUS) em todo o país. A Base Nacional de Dados da Assistência Farmacêutica melhora a gestão da compra, distribuição e do vencimento dos medicamentos.

Lançada na última terça-feira, 24 de outubro, a medida tem por objetivo reduzir o desperdício e ampliar oferta à população, permitindo o melhor planejamento da compra, do controle da data de validade e a realização de remanejamentos. Além disso, também vai monitor em tempo real as informações do paciente e das unidades de saúde.

“Essa é uma ferramenta fundamental para que a gente possa fazer economia e otimizar os recursos da saúde. Já verificamos em projeto-piloto que esse processo demostra um potencial de economia de bilhões de reais e com esses recursos vamos comprar mais medicamentos e ampliar acesso a população”, afirmou ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O projeto-piloto foi realizado em quatro estados - Tocantins, Alagoas, Rio Grande do Norte e Distrito Federal - e mostrou que o programa pode evitar desperdícios de até 30% dos fármacos entregues. Replicado em todo o Brasil, a cada ano, a economia pode chegar a R$ 1,5 bilhão, que poderá ser revertido em mais medicamentos para a população.

A base nacional entra entrou em funcionamento no dia 25 de outubro. Estados e Municípios têm 90 dias para enviar as informações para o sistema.

Fonte: CNM, com informações do Conasems.

Mande-nos uma mensagem

Nome

Email

Recado